João Figueiredo

Saxofone / Big Band

Imagem do contacto

Contacto

  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Outras informações

João Figueiredo nasceu em 1977. Entre 1991 e 1995 estudou no Conservatório de Música de Aveiro, na classe de Saxofone do Prof. Fernando Valente. Terminou o Curso de Saxofone em 1995, com as classificações máximas. No mesmo ano ingressou no Sweelinck Conservatorium van Amsterdam na classe do Prof. Henk van Twillert. Terminou em 1999 a sua licenciatura, sendo convidado a prosseguir os seus estudos na mesma instituição. Em Setembro de 2002 concluiu com êxito a sua pós-graduação em “Performance in Saxophone”.

Trabalhou com vários mestres como Daniel Defayet, Jean-Yves Fourmeaux, Jean-Marie Londeix e Claude Delangle em França, e com Ed Boogard , Andre Hemers e o Quarteto de Saxofones de Amesterdão na Holanda.

Em 1996 ganhou o I Concurso de Saxofone de Castelo de Paiva, primeiro evento deste tipo a ser realizado em Portugal.

Foi convidado no ano de 1998, pelo Conservatório de Música de Aveiro, a leccionar a  classe de Saxofone da mesma instituição. Desde 2006 integra também o corpo docente do Conservatório de Música de Seia. É professor convidado do INATEL para a realização dos “Cursos de Aperfeiçoamento Musical para Jovens Músicos”. É convidado regularmente para realização de masterclasses.

Tocou com a Orquestra das Beiras como solista em saxofone soprano, instrumento no qual se tem vindo a especializar. Em Outubro de 2002 estreou em Portugal “Hot” de Franco Donatoni, apresentando-se a solo com o Remix Ensemble, agrupamento com o qual realizou vários outros concertos. Entre 1998 e 2005  fez parte da Orquestra Portuguesa de Saxofones, com quem realizou vários concertos. no país como no estrangeiro. Participa também com a Orquestra Nacional do Porto. É membro fundador dos Quadratura Jazz Band e de JOPLOOP Trio (saxofone/guitarra/piano+electrónica).

Formou em 2004 os Quad Quartet (quarteto de saxofones), com 3 jovens saxofonistas. Levam a cabo um trabalho sério de divulgação de música contemporânea internacional e nacional, tendo já encomendado obras a alguns compositores portugueses, como Óscar Graça, Carlos Azevedo e Carlos Marques.

Sítios